Guia eleitoral: após reforma eleitoral, vereadores ficam sem espaço, na televisão e no rádio

O tempo de propaganda na TV e no rádio foi diminuído, tanto em número de dias como na duração do programa na reforma eleitoral aprovada pelo Congresso Nacional no ano passado, que encurtou o tempo de campanha para as eleições municipais de outubro. Isso resultou na não participação dos candidatos a vereador no chamado guia eleitoral.

Em compensação, a nova resolução também acaba com a parte cômica da propaganda eleitoral obrigatória. Os diversos candidatos com nomes engraçados e discursos bizarros não terão mais espaço nos horários nobres.

Em 2016, apenas os candidatos a prefeito terão espaço na propaganda eleitoral que é exibida no horário de almoço e à noite. Ou seja, todos os programas serão apenas para promover as candidaturas de prefeito

. Antes, os programas eram intercalados, sendo um dia para a disputa da prefeitura e o dia seguinte para a disputa das câmaras municipais.Segundo o calendário estabelecido pela Justiça Eleitoral, a propaganda em rádio e TV tem início no dia 26 de agosto, ou seja, dez dias depois do que foi nas últimas campanhas.

 A propaganda eleitoral, que antes tinha dois programas por dia, com duração de meia hora, de segunda a sábado, agora terá dois programas de apenas 10 minutos.

O advogado Ricardo Sérvulo, especialista em direito eleitoral, informou que os postulantes às cadeiras de vereadores aparecerão apenas nas inserções que são veiculadas ao longo do dia, durante a programação normal das emissoras. Além disso, os candidatos a prefeitos terão direito a 60% das inserções e os candidatos a vereador ficarão com 40%.

Paraíba.com

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.