Supremo abre 12º inquérito contra o Renan Calheiros

O ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal (STF), autorizou nesta sexta-feira (18) a abertura de mais um inquérito para investigar o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), por indícios de envolvimento no esquema bilionário de corrupção descoberto pela Polícia Federal na Petrobras. Agora, o peemedebista é oficialmente investigado em 12 investigações, nove delas referentes à Operação Lava Jato – das quais uma já com denúncia oferecida, passível de se transformar em ação penal e, consequentemente, torná-lo réu do petrolão.

Tramitando em segredo de Justiça, a nova investigação diz respeito a uma movimentação financeira suspeita de R$ 5,7 milhões detectada pelos investigadores. Como passo inicial dos trabalhos, o ministro Toffoli ordenou a execução da primeira diligência com o objetivo de coletar provas, a pedido dos investigadores. Quebras de sigilo (telefônico, pessoal, telemático etc) podem vir a ser solicitadas.

Fonte: Resumo PB

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.